Nem de carne, nem de sangue. Nem de direita, nem de esquerda


As palavras de Efésios 6 vão de encontro aos dias de hoje, onde nos encontramos no meio de um fogo cruzado de uma guerra em busca pelo poder. Os poderosos — como sempre — digladiam-se pelo trono e pelo seu poder. Só que nos dias de hoje, invés de municiar civis com armas para que se matem uns aos outros, eles nos municiam com ideologias, … Continuar lendo Nem de carne, nem de sangue. Nem de direita, nem de esquerda

Sobre “cura gay”, ameaça gay… E sabonetes antibacterias


Cara, imagina que você é o marketeiro de uma fábrica de sabonetes. Não estou falando de uma fábrica fundo de quintal, não. Estou falando de uma multinacional do setor. E você precisa aumentar as vendas do produto do seu cliente. Criar um comercial explicativo ౼ e chato ౼ sobre a importância de lavar as mãos certamente não funcionaria. Mas, e se você adicionasse uma substância … Continuar lendo Sobre “cura gay”, ameaça gay… E sabonetes antibacterias

Qual é a igreja certa?


    Eu não entrei para a onda do ecumenismo, que tenta transformar Jesus em algo tão bonzinho a ponto de negar Sua própria verdade para parecer politicamente correto diante do público. Definitivamente, não é este o Jesus retratado pelos evangelhos. O que vemos é um Jesus que confronta, desafia, argumenta e incomoda. A Verdade que incomoda. Mas tão nocivo quanto o ecumenismo que tenta … Continuar lendo Qual é a igreja certa?

Resposta à uma leitora que me perguntou sobre movimentos de oração que varam a noite e seus “profetas”


Poderia responder de maneira bem simples isso: o que é de Deus não traz confusão. Na Bíblia, não temos nenhum histórico de alguém que recebeu uma mensagem de Deus e ficou confuso. Normalmente é o contrário: a pessoa esta confusa, e então recebe um sinal esclarecedor de Deus. Então tudo o que vem com “rótulo” de profecia, mas gera mais confusão que solução, devemos tomar … Continuar lendo Resposta à uma leitora que me perguntou sobre movimentos de oração que varam a noite e seus “profetas”

Sobre tatuar os pecados das pessoas na testa


Tenho certeza de que a maioria das pessoas que se condoeram com a situação do rapaz não apóiam a bandidagem, e não acham bandido bom (e não vão leva-los pra casa). Essas pessoas apenas estão criticando a resposta exagerada do rapaz tatuador. Da mesma maneira, estou certo de que aqueles que defendem, em sua maioria, não são pessoas sem coração, e sim gente cansada desse … Continuar lendo Sobre tatuar os pecados das pessoas na testa

Em 7 minutos, este pastor deu a melhor explicação sobre dízimos que você ouvirá em tempos


Este homem é uma prova de que para Deus tudo tem jeito: Zé Bruno foi um dos principais “bispos” de uma das principais igrejas neo-pentecostais do país. Hoje, longe das pregações que “trocam pagamentos de carnês por bençãos”, ele dá a mais lúcida explicação sobre dizimo que você provavelmente já ouviu: “Deus não é o leão do imposto de renda que quer olhar os 27,5%, … Continuar lendo Em 7 minutos, este pastor deu a melhor explicação sobre dízimos que você ouvirá em tempos

PokémonGo, Televisão, Sofás, e outras coisas ‘do demônio’ – TextãoPolêmico #2


Estava eu trabalhando no textão polêmico desse mês de agosto (que aliás estava atrasado), tava já quase tudo pronto, mas aí veio o tal do ‪#‎PokemonGo‬ pra me fazer mudar a pauta do blog… É que o tal joguinho faz bem o perfil daqueles lançamentos cujo logo aparecerá alguém postando na internet que “é do demônio”. Aliás, não é de hoje que classificamos coisas como sendo … Continuar lendo PokémonGo, Televisão, Sofás, e outras coisas ‘do demônio’ – TextãoPolêmico #2

O sexo gay em ‘Liberdade, liberdade’ e a nossa sodomia seletiva


A tal cena de sexo gay da novela da Globo, exibida nos últimos dias, mais uma vez deixaram evangélicos em estado de inquietação e revolta. Já comentei a respeito em um texto anterior por aqui, e prometi um texto mais elaborado, com referências bíblicas e tudo mais. E aqui está. O que me chama a atenção é a forma como apenas as cenas gays deixam … Continuar lendo O sexo gay em ‘Liberdade, liberdade’ e a nossa sodomia seletiva