Conhece o fagote?


 

Que ótimo! Deus tem abençoado nossos músicos, inclusive financeiramente! E eles têm buscado descobrir outros instrumentos…

Só que não.

É de certa forma triste ver como todos tem praticamente a mesma ideia: tocar violino, sax ou tuba. Na verdade, muitos dos que começam tocando violino acabam mudando principalmente para as outras duas opções citadas.

Tenho medo de a nossa orquestra acabar virando a bandinha do exército… (nada contra as bandinhas do exército, deixando bem claro! rsrs)

Se nossas condições financeiras melhoraram, deveríamos estar buscando conhecer outros instrumentos, de maneira a diversificar e enriquecer nossas orquestras. Saxofones e tubas são lindos, mas nem só delas vive uma boa orquestra.

Por que não oboés? Você já ouviu o som lindo que tem um flugelhorn? E a trompa, então? Já parou para pensar que o clarinete pode não ser apenas um “degrau” para o saxofone?

Enfim, as possibilidades de instrumentos nas orquestras da Congregação são inúmeras. E você (e eu também!) deveria considerar isso.

De tempos em tempos, pretendo postar aqui no blog vários vídeos mostrando vários instrumentos “diferentes”, mas permitidos em nossas orquestras.

Quem sabe o desejo não surge nos corações?

 

Quer ouvir um hino no fagote? Então ouça:

Quero ver muitos fagotes nas orquestras a partir de agora, hein! 🙂

+ Sobre fagote, no Wikipédia.

Anúncios

Embocadura #3: Como tirar som no clarinete


Instrumentos de palheta parecem ser os mais fáceis para tirar som, mas justamente aí mora o perigo: muitos acabam conseguindo tirar som rapidamente, mas acabam se acostumando com uma embocadura defeituosa, que no futuro vai atrapalhar fatores como sonoridade e alcance de certas notas.

Então, ‘bora corrigir isso?

Nesta semana, um vídeo da Suelen Mondini, nos ensinando embocadura no clarinete. Na próxima semana, trarei aqui um vídeo do Ivan Meyer, nos falando sobre embocadura no saxofone, ok? E cuidado com a palheta, viu! 🙂

 

Todas as terças e sábados falaremos sobre Música aqui no blog, desde teoria musical até mesmo boas canções cristãs. Deixe suas sugestões de posts nos comentários!

Embocadura de outros instrumentos? Clique aqui.

Quando o hino “sai da igreja” e ganha as ruas


Diferente do que se nota na musica cristã brasileira, onde os acordes seculares influenciaram as formas de se cantar sobre, e para o Divino (com os seus prós e contras), na música americana podemos perceber um efeito contrário: a musica gospel influenciando a musica secular. A raiz gospel influenciou toda uma corrente cultural da musica americana no século XX: jazz, blues, R&B, funk, rock, hip-hop… Todos esses estilos tem o seu pezinho na música gospel. Alguns hinos tradicionais se tornaram verdadeiras canções folclóricas americanas, como “Amazing Grace” (“Em Nome do Nosso Redentor, na CCB) e “When the Saints Go Marching In” (“Forasteiro Sou No Mundo”, na CCB).

Outra canção cristã que também entra nessa lista é a não tão conhecida por nós, brasileiros “Just a Closer Walk With Thee”. De origem incerta (acredita-se que era um canto de escravos negros convertidos), a partir dos anos 1930, esta foi mais uma canção cristã que ganhou as ruas, e virou uma jazz standard. O vídeo abaixo mostra essa canção sendo tocada por um grupo de jazz tradicional, em Nova Orleans.

E abaixo, o nosso famoso “Em Nome do Nosso Redentor”, o “Amazing Grace”:

Interessante poder sair nas ruas e ouvir uma música que na verdade é um hino, não é? Mesmo em um país tão distante das suas bases cristãs, o canto, lá na esquina, continua clamando, como uma daquelas pedras clamantes que Jesus disse, trazendo à memória dos mais atentos as bases que nunca deveriam ter sido largadas.

Abaixo, o hino, em uma versão mais tradicional:

 Todas as terças e sábados falaremos sobre música aqui no blog, desde teoria musical até mesmo boas canções cristãs. Deixe suas sugestões de posts nos comentários!

Embocadura #2: como tirar som no trompete, trombone, tuba e afins?


Trompete, trombone, tuba, trompa, bombardino. Aprendi nesses últimos dias – após adquirir meu trompete – que a embocadura em instrumentos de bocal é uma ciência a parte.

E na verdade, é mesmo. Diferente dos instrumentos de palheta (sax, clarinete, oboé, etc.) e de cordas, no caso dos bocais, o som é produzido pela própria boca, através da vibração dos lábois do músico sabia?

Assista o vídeo abaixo inteiro e entenda a técnica de embocadura para metais:

Como vocês perceberam, o segredo está na técnica do buzzing. Músicos experientes conseguem produzir som musical (notas) apenas com a vibração dos lábios. O instrumento funciona apenas como um amplificador do som produzido pela própria boca. Repare:

Aí está. Tenho aprendido que não é questão de força, mas de jeito. Ou melhor: de técnica. Há de se estudar, e ter paciência, que o resultado vem, ok?

Quem tiver dicas a respeito, exponha nos comentários. E quem tiver dúvidas, também exponha. Quem sabe algum leitor não tem uma dica para nós? 🙂

Todas as terças e sábados falaremos sobre Música aqui no blog, desde teoria musical até mesmo boas canções cristãs. Deixe suas sugestões de posts nos comentários!

Embocadura de outros instrumentos? Clique aqui.

14 canções cristãs (e uma não cristã) para te lembrar que “o fim de tudo chegará”


“O fim de tudo chegará! Ouvi, pecadores!”, já dizia o antigo, porém atual hino. E nós, em meio às nossas aflições cotidianas, seguimos fechando os olhos, insensíveis, esquecendo que muito daquilo que nos aflige dia a dia são apenas os sinais dos últimos dias se manifestando.

O Eita Mocidade preparou essa playlist incomum justamente para nos fazer refletir acerca daquilo que todos nós sabemos e cremos. Continue lendo “14 canções cristãs (e uma não cristã) para te lembrar que “o fim de tudo chegará””

Embocadura #1: Como tirar som na flauta transversal?


Uma das grandes dificuldades em tocar um instrumento de sopro é conseguir tirar o tal som. Algo difícil para iniciantes, o primeiro obstaculo na vida de quem está tentando aprender um instrumento. Muitos desistem de aprender música logo na primeira tentativa frustrada em tirar um ruído que seja do instrumento.

Mas, como para muita coisa na vida, não é questão de força, mas de jeito – ou técnica. E paciência.

A partir de hoje, uma série de vídeos aqui no blog mostrando dicas de embocadura para os mais diversos instrumentos. E para começar, um dos mais difíceis: a flauta transversal.

 Todas as terças e sábados falaremos sobre Musica aqui no blog, desde teoria musical até mesmo boas canções cristãs. Deixe suas sugestões de posts nos comentários!

 

Pregando na língua que eles entendem


 

“NAS CARTAS DELES HÁ ALGUMAS COISAS DIFÍCEIS DE ENTENDER”. Foi isso que o apóstolo Pedro escreveu sobre as cartas do seu colega Paulo em uma de suas epístolas (2 Pedro 3:16). Não sabemos ao certo sobre o que Pedro se referia, exatamente, mas outros trechos bíblicos, como Atos 10 e Galatas 2 – nos dá a entender que Pedro tinha, ou teve por algum tempo, certas dificuldades em entender que a salvação por Jesus não era apenas para judeus, mas para todas as nações da terra, assim como Deus já havia dito à Abraão. Enfim, é apenas uma suposição. Jamais saberemos a que Pedro se referia com essas palavras.

Mas essa passagem é interessante, pois mostra que até mesmo os apóstolos muito usados por Deus tinham dificuldades em entender certos pontos da Palavra revelada por Deus, assim como qualquer um de nós.

Outro ponto interessante também é imaginar sobre como Deus distribui dons em diversidade. Pedro, com suas dificuldades na fé, não foi o encarregado de cruzar fronteiras para pregar aos gentios. Essa missão – e esse dom – foi dada a Paulo, que apesar de ter sido um forte opositor à Graça, após sua conversão, rodou a Ásia e a Europa pregando Jesus Cristo para não-judeus.

Continue lendo “Pregando na língua que eles entendem”