A direita, a esquerda, a verdade e a humanidade


A esquerda, que prega o desprendimento e nega o capital, resolveu capitalizar da maneira mais nefasta possível: pelo roubo em seus mensalões e petrolões. A direita, que agora resolveu que “é de Deus” — como se Deus fosse filiado a algum partido — esquece o Jesus que mandou dar a face ao inimigo, e cita torturadores e apoia golpes militares. Sinceramente, não sei que “deus” é esse, que compactua … Continuar lendo A direita, a esquerda, a verdade e a humanidade

Descriminalização do aborto: apoiar ou não?


Esta é a pergunta que nos esfregam na cara todos os dias. E está proibido não ter opinião. Está proibido pensar fora da caixa (ou fora da sua caixa, seja ela política, ideológica ou religiosa). Aliás, está proibido até opinar se você não tiver uma vagina. Ou se você tiver uma religião. Talvez fosse melhor não opinar, mesmo. Melhor não opinar do que dar as … Continuar lendo Descriminalização do aborto: apoiar ou não?

Sobre a perseguição religiosa que sofremos (e praticamos)


CRISTÃOS PRESOS EM CONTAINERS HÁ 11 ANOS. Mulheres sequestradas e obrigadas a largar a sua fé. Igrejas atacadas, crentes mortos. Esta é a realidade de milhares de cristãos ao redor do mundo enquanto você lê este texto. A Missão Portas Abertas divulga anualmente a “Lista Mundial da Perseguição”: o ranking que lista as 50 mais perigosas nações do mundo para ser cristão. Em sua maioria, … Continuar lendo Sobre a perseguição religiosa que sofremos (e praticamos)

Sobre “cura gay”, ameaça gay… E sabonetes antibacterias


Cara, imagina que você é o marketeiro de uma fábrica de sabonetes. Não estou falando de uma fábrica fundo de quintal, não. Estou falando de uma multinacional do setor. E você precisa aumentar as vendas do produto do seu cliente. Criar um comercial explicativo ౼ e chato ౼ sobre a importância de lavar as mãos certamente não funcionaria. Mas, e se você adicionasse uma substância … Continuar lendo Sobre “cura gay”, ameaça gay… E sabonetes antibacterias

Sobre Haitianos, Xenofobia e a Pátria que buscamos


E ESSE MONTE DE HAITIANO NO MEU ÔNIBUS PARA O TRABALHO? Falando alto, num idioma desconhecido. Incomoda. Não sei o que eles estão falando. Será que estão me zoando? Minha roupa, meu cabelo? Eles estão aqui, sentado no meu ônibus, indo para o meu emprego, no meu país. E os caras já estão soltando palavras em português! Mal chegaram… Fala sério. Não seja hipócrita: não … Continuar lendo Sobre Haitianos, Xenofobia e a Pátria que buscamos

No ônibus


Caso 1: Tarde da noite, o ônibus que nos leva do trabalho de volta pra casa finalmente passou. E como sempre, lotou, mas consegui sentar, pelo menos. Ao meu lado, um haitiano. Não conversamos nada, fiquei o tempo todo no celular. Enfim, este não é o foco do texto. O que importa é que quando o ônibus chegou num determinado ponto, o rapaz haitiano desceu. … Continuar lendo No ônibus

Sobre tatuar os pecados das pessoas na testa


Tenho certeza de que a maioria das pessoas que se condoeram com a situação do rapaz não apóiam a bandidagem, e não acham bandido bom (e não vão leva-los pra casa). Essas pessoas apenas estão criticando a resposta exagerada do rapaz tatuador. Da mesma maneira, estou certo de que aqueles que defendem, em sua maioria, não são pessoas sem coração, e sim gente cansada desse … Continuar lendo Sobre tatuar os pecados das pessoas na testa

Duas (entre tantas) histórias sobre luto


HISTÓRIA 1: Aconteceu ontem, no meu trabalho. Não sei bem quem era, nunca o vi. Aliás, quando você trabalha no centro logístico de uma das maiores redes de varejo do Brasil, que funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana, tendo mais de mil colegas de trabalho, fica difícil conhecer cada um deles. Tudo o que eu sei é que era um rapaz … Continuar lendo Duas (entre tantas) histórias sobre luto

Às vezes, o diabo está nos olhos de quem vê


Estava lendo agora mesmo uma matéria muito interessante no site do projeto “Doutores da Alegria”, que mostra como o aplicativo Pokémon Go tem ajudado no tratamento de crianças enfermas. A matéria conta que em muitos casos, a recuperação da criança doente depende da sua disposição em sair do leito e andar, se movimentar. Mas, que graça haveria para uma criança em caminhar pelos corredores frios … Continuar lendo Às vezes, o diabo está nos olhos de quem vê

O sexo gay em ‘Liberdade, liberdade’ e a nossa sodomia seletiva


A tal cena de sexo gay da novela da Globo, exibida nos últimos dias, mais uma vez deixaram evangélicos em estado de inquietação e revolta. Já comentei a respeito em um texto anterior por aqui, e prometi um texto mais elaborado, com referências bíblicas e tudo mais. E aqui está. O que me chama a atenção é a forma como apenas as cenas gays deixam … Continuar lendo O sexo gay em ‘Liberdade, liberdade’ e a nossa sodomia seletiva

SOBRE O SEXO GAY DA NOVELA E A NOSSA HIPOCRISIA:


Me chega a tirar do sério a nossa SELETIVIDADE com relação a certos assuntos. Em geral (disse “em geral”, o que significa que não são todos) todos perdemos horas do nosso dia diante das novelas da Globo, e parece que todo o tipo de abominação não nos choca. E então a globo resolve exibir uma cena de sexo gay na TV, e então caímos na … Continuar lendo SOBRE O SEXO GAY DA NOVELA E A NOSSA HIPOCRISIA:

#ProudToBe: O orgulho de ser ___________


Eu entendo qual é a do orgulho. Normalmente, a forma como somos mal tratados desperta em nós essa necessidade de nos orgulhamos de quem ou do que somos, como se fosse um gesto de autoafirmação. Normalmente, o sentimento de orgulho nacionalista nasce em tempos de guerra e opressão. E ouve-se falar muito mais em “orgulho de ser negro” do que em “orgulho de ser branco” justamente por causa da multidão de injustiças que os negros sofreram no curso da História.

O orgulho é praticamente um mecanismo de defesa, necessário em tempos que o grupo que participamos, seja ele qual for, sofre algum tipo de ataque injusto.

Mas o orgulho tambem tem o seu lado sombrio. E como tem…
Continuar lendo “#ProudToBe: O orgulho de ser ___________”

Mais que a ‘cultura do estupro’: a cultura da violência, a cultura da falta de amor


Porque é necessário sair da superfície e ir ao fundo desse mar, entender como as coisas acontecem.

ENQUANTO GRITAMOS EM VOZ ALTA APONTANDO CULPADOS PARA O CASO DO ESTUPRO, defendemos nossas posições, partidarizando tudo… E as vítimas, trancadas, apenas choram. Não apenas a do tal estupro, o último caso de repercussão, que está fresquinho em nossas mentes, mas todas as outras vitimas. De todos os outros casos. De todos os outros estupros. De todos os outros tipos de violência.

Aliás, já parou para pensar em quantas pessoas nesse mundo estão sofrendo algum tipo de violência neste exato momento? Entre mulheres, homens, crianças, nações inteiras… Por meio de violência sexual, guerras, repressão, ditaduras, até mesmo por meio das religiões, que deveriam pregar o bem…

Eu, em algum momento da minha vida, achei que a discussão poderia nos deixar mais inteligentes, mas vejo que elas estão nos deixando mais burros, porque eu vejo que as pessoas não conseguem sair da superfície, e esquecem do problema em si para defender o seu “lado da razão”. É como olhar para o rio Tietê: a cor do rio é o resultado do que existe em seu interior. A cor e o cheiro do rio são uns dos problemas, mas não são as causas. Continuar lendo “Mais que a ‘cultura do estupro’: a cultura da violência, a cultura da falta de amor”

O ‘sexo desvirtuado’ é a raiz da ‘cultura do estupro’


Queria comentar à respeito do caso da garota estuprada, mas sem cair no campo das mesmices que tenho ouvido nesses dias. Pensei, inclusive, em não dizer nada à respeito. Afinal, ainda defendo a máxima do “se você não tem nada a dizer, então fique calado”. Mas, após pensar sobre o assunto, algo me veio a mente. Continuar lendo “O ‘sexo desvirtuado’ é a raiz da ‘cultura do estupro’”

Entre a direita e a esquerda…


OK. ESTA SEMANA PARECE ESTAR SENDO MAIS TRANQUILA, e então, de cabeça fria, podemos conversar melhor sobre o assunto, analisar melhor as coisas. Aquele amiguinho da sua igreja que passa o dia todo no face dizendo porque “é de direita”, ou “é de esquerda” (e tem, rsrs), já deve estar um pouco mais calmo depois do domingo passado, e aquele monte de deputados dizendo que estava votando “sim” ou “não” em nome de Deus…

Então, antes que o Senado comece a votar, e os ânimos “animem” outra vez, vamos ao assunto, hehe. Continuar lendo “Entre a direita e a esquerda…”

Mentira: uma piada sem graça


DIFÍCIL FAZER BRINCADEIRAS SOBRE O DIA DA MENTIRA QUANDO os três poderes, neste país, tem sua veracidade colocada em xeque. Difícil brincar de dia da mentira quando as instituições mentem para nós, e prejudicam nossa vida. Difícil participar do dia da mentira quando lembro de quantas famílias tem sido destruídas pelas mentiras de pais e mães envolvidos em adultérios. Esposas que neste exato momento estão … Continuar lendo Mentira: uma piada sem graça

O cristão eleitoral


ANDANDO PELAS RUAS DA CIDADE HOJE, me chama a atenção a quantidade de cartazes de pré-candidatos às próximas eleições com dizeres “cristãos”, do tipo “Feliz Páscoa”, “Que Jesus ressuscite em cada coração” e etc. Engraçado que provavelmente serão esses mesmos políticos de coração bondoso os envolvidos nos escândalos de corrupção na próxima gestão. Estava pensando aqui como é fácil ser (ou se fazer de) cristão … Continuar lendo O cristão eleitoral

Qual partido Jesus defenderia hoje?


Será que ele seria um esquerdista por defender a “bandeira da igualdade”? Ou será que ele seria um partidário da direita, por defender “a moral, a família e os bons costumes”?

Continuar lendo “Qual partido Jesus defenderia hoje?”

De que adianta protestar, se continuamos adorando os nossos ‘deuses’ da corrupção?


ESSES ‪#‎PROTESTOS‬ ME FAZEM LEMBRAR da Israel descrita no capítulo 6 do livro de Samuel. Uma nação que estava cansada da corrupção de seus juízes, e que “saiu as ruas” para pedir à Samuel que fosse ordenado um rei. Tudo isso porque as outras nações também tinham um rei, e então essa seria a solução.

Não é de hoje que as pessoas colocam sobre as costas de um homem a esperança da salvação que elas tanto querem, ainda que seja essa a “salvação social”. Aqui no Brasil mesmo, há exatos 14 anos, Lula ganhava uma eleição como se fosse uma espécie de Messias encarregado de promover todas as mudanças que o Brasil precisava. Hoje, vimos bem onde isso (não) deu. Continuar lendo “De que adianta protestar, se continuamos adorando os nossos ‘deuses’ da corrupção?”