Quem planta, colhe mesmo?

“Não se enganem: de Deus não se zomba. Pois aquilo que a pessoa semear, isso também colherá.”
Gálatas 6:7 NAA

Desde pequenos aprendemos isto, que é preciso plantar para colher, e que quem planta colhe. E mais ainda: o que você plantar, você colherá.

Mas temos algumas situações aqui: às vezes, encontramos alguns que parecem que colhem sem plantar. Parece que tudo dá certo na vida deles, enquanto nós plantamos, plantamos… E, aparentemente, nada colhemos.

Se lermos o contexto em que Paulo escreveu essas palavras, perceberemos que ele falava sobre vida espiritual:

“Não se enganem: de Deus não se zomba. Pois aquilo que a pessoa semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua própria carne, da carne colherá corrupção; mas quem semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna.”
Gálatas 6:7‭-‬8 NAA

Quanto a vida material, nos lembramos das palavras de Salomão, em Eclesiastes:

“Assim também vi os ímpios serem sepultados com honra, ao passo que os que frequentavam o lugar santo foram esquecidos na cidade onde fizeram o bem. Também isto é vaidade.”
Eclesiastes 8:10 NAA

“Ainda há outra vaidade sobre a terra: justos que são tratados segundo as obras dos ímpios, e ímpios que são tratados segundo as obras dos justos. Digo que também isto é vaidade.”
Eclesiastes 8:14 NAA

É difícil explicar coisas assim. O que sabemos é que o juízo é final. Na terra, muitos acabam collhendo o que não plantaram (pior: colhem até da lavoura dos outros) enquanto muitos plantam por um ano inteiro e vêem uma geada acabar com tudo. Até mesmo o nosso Senhor Jesus: plantou o amor e colheu uma morte maldita.

O problema é que pensar em coisas assim, e passar por momentos assim, onde parece que plantamos muito e estamos colhendo pouco, faz com que a nossa fé enfraqueça. Afinal, de que adianta ter fé? De que adianta fazer o bem? De que adianta tudo isso e passar por tudo o que passamos?

Mas é justamente essa a tão falada “prova” na qual precisamos ser aprovados: permanecer fazendo o bem, mesmo que nos paguem com o mal; permanecer crendo em Deus, mesmo que as circunstâncias façam parecer que Ele nem existe, ou se existe, está longe.

Quando Jesus estava pendurado numa cruz, parecia que Ele não tinha pai. Parecia que Ele não era o filho de Deus. Parecia que nada daquilo valera a pena.

Mas valeu. E nós sabemos bem disso.

Então, que essas palavras possam te trazer a força para que você continue no caminho do bem, e no caminho da fé, porque Deus está bem vivo e não se esqueceu de nós:

“Ainda que o pecador faça o mal cem vezes, e a vida dele se prolongue, eu sei com certeza que tudo correrá bem para os que temem a Deus. Mas nada correrá bem para o ímpio, e ele não prolongará os seus dias; será como a sombra, visto que não teme a Deus.”
Eclesiastes 8:12‭-‬13 NAA

“E não nos cansemos de fazer o bem, porque no tempo certo faremos a colheita, se não desanimarmos.”
Gálatas 6:9 NAA

“— Peçam e lhes será dado; busquem e acharão; batam, e a porta será aberta para vocês. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, a porta será aberta. Ou quem de vocês, se o filho pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vocês, que são maus, sabem dar coisas boas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem?
— Portanto, tudo o que vocês querem que os outros façam a vocês, façam também vocês a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.”
Mateus 7:7‭-‬12 NAA

Anúncios

2 comentários sobre “Quem planta, colhe mesmo?

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s