ANUNCIAMOS O EVANGELHO DA MANEIRA ERRADA. Muitas vezes, o que fazemos é anunciar uma placa de igreja, ou um “pacotão de bençãos” – que cai como uma luva em um país em crise -, ou a necessidade de seguir as regras de uma religião para se limpar dos pecados.

Ora, placa de igreja não salva ninguém. Jesus morreu na cruz por algo maior que nossos problemas financeiros, e regras de religião não são capazes de purificar o coração de ninguém.

Então, por que continuamos anunciando da maneira errada?

Talvez porque tenha sido esse o “evangelho” anunciado para nós. E pior: talvez seja esse o “evangelho” que ainda acreditamos, mesmo depois de muitos anos de vida cristã.

O apóstolo Paulo falou algo sobre anúncio do evangelho em suas cartas. Algo bem diferente do que acreditamos e ouvimos por aí:

“Por isso, daqui em diante, não vamos mais usar regras humanas quando julgarmos alguém. E, se antes de nos termos tornado cristãos julgamos Cristo de acordo com regras humanas, agora não fazemos mais isso. Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo. Tudo isso é feito por Deus, o qual, por meio de Cristo, nos transforma de inimigos em amigos dele. E Deus nos deu a tarefa de fazer com que os outros também sejam amigos dele. A nossa mensagem é esta: Deus não leva em conta os pecados dos seres humanos e, por meio de Cristo, ele está fazendo com que eles sejam seus amigos. E Deus nos mandou entregar a mensagem que fala da maneira como ele faz com que eles se tornem seus amigos. Portanto, estamos aqui falando em nome de Cristo, como se o próprio Deus estivesse pedindo por meio de nós. Em nome de Cristo nós pedimos a vocês que deixem que Deus os transforme de inimigos em amigos dele. Em Cristo não havia pecado. Mas Deus colocou sobre Cristo a culpa dos nossos pecados para que nós, em união com ele, vivamos de acordo com a vontade de Deus.”
2 Coríntios 5:16‭-‬21 NTLH

” E Deus nos mandou entregar a mensagem que fala da maneira como ele faz com que eles se tornem seus amigos”…

Deus quer, simplesmente, nos tornar amigos Dele. Ele está chamando a cada um de nós para uma amizade sincera. E uma amizade assim envolve conselho, ajuda, apoio, carinho, conforto, companhia, auxilio… Sim, se estou mal das finanças, o meu amigo se preocupa comigo e tenta me ajudar. Se estou fazendo algo errado da vida, meu amigo mais experiente me aconselha a andar pelo caminho certo, e me dá bons motivos para isso, e acaba me convencendo. E se meu amigo puder me salvar de qualquer evento ruim que está porvir, certamente ele o fará.

Certamente ele sempre atenderá minhas ligações. Certamente ele sempre entenderá minhas depressões. Certamente ele fará de tudo para me ver bem e feliz. Mas a nossa amizade será maior que isso. É maior do que promessas sobre condição social.

Aliás, amizade é mais profundo que isso. Amizade é algo muito significativo e profundo. Até mais do que eu consiga descrever em um texto de Facebook.

E é para isso que Deus nos chama: para uma amizade.

Simples assim. Profundo assim.

Qual o valor de uma amizade? Qual o significado dela?

Anúncios