Nesta manhã chuvosa, acabei de ver algo no mínimo curioso: um guincho da Porto Seguro sendo guinchado por outro guincho da Porto Seguro. Ver um guincho sendo guinchado me fez lembrar que médicos também adoecem, os psicólogos também frequentam o divã, os comediantes também se entristecem, os profetas também desfalecem na fé… Como Elias que depois de ver fogo descer dos céus, fugiu do inimigo e se escondeu, como qualquer um de nós. Na verdade, a história conta que até Jesus chorou…

Coisas assim me faz pensar que nós não somos infalíveis, vivemos de altos e baixos. Por trás de atitude, firmeza e determinação, sempre haverá dúvidas, incertezas e medos… Coisas assim me fazem pensar que muitas vezes a mão que você tanto espera ajuda está mais necessitada que você…

Coisas assim me fazem perguntar os porquês de sermos tão soberbos, se nenhum de nós somos infalíveis? E se o único que cremos ser O Infalível, se fez humilde a ponto de se deixar morrer em uma cruz ao lado de dois bandidos?

Fraquezas. Apesar de as escondermos como se fossem tesouros, elas são mais comuns do que parecem. E de fato são comuns a todos.

A fraqueza é o laçoque nos une, a régua que nos iguala.

Quanto tempo demorará até percebermos isto?

Enfim… Reflexões de uma manhã chuvosa…

Anúncios