“A cada intervalo comercial,
a cada propaganda eleitoral,
a cada livro de filosofia,
tenho a doce lembrança
de que não sou daqui
e nem quero ser!
Dos livros dessa terra, só um me alivia:
Aquele que me lembra
que eu não preciso ter
nem ser,
porque pra onde vou
não precisa de dinheiro.
Lá, tudo é Graça!
As ruas de ouro me fazem lembrar
que o que há de mais valioso aqui
é material de calçada por lá!”

Trecho de “Vitamina de Dinheiro“, meu mais novo livro de poesias, disponível no Wattpad. Este livro trás um poema dividido em seis partes, que critica esse mundo que, uma vez impossível servir à dois senhores, acabou escolhendo servir às riquezas, a Mamon. E como já dizia o apóstolo Paulo: “O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”.

Se você se interessou, acesse gratuitamente clicando aqui.

Anúncios