TODA VEZ QUE NÃO ORAMOS, IGNORAMOS A DEUS. E isso é forte demais. Ainda mais forte quando aquele que vos escreve olha para própria vida, e vê quantas lacunas de orações há…

Esses versos de Isaías é um recado claro de Deus para todos nós. Deus sempre esteve pronto a nos atender. Sempre. É bem verdade que para tudo há um tempo, mas Ele nunca nos negou nossa porção. Foi Jesus mesmo quem disse que tudo o que pedissemos em Seu nome nos seria concedido.

Quem se propor a ler o capítulo inteiro de Isaías 65, vai encontrar a queixa de um Deus que vê seu povo deixando de clama-lo e recorrendo aos ídolos.

Mas, quem são os ídolos, afinal?

Sim, os ídolos são as falsas divindades representadas em imagens e mitologias. Mas não apenas isso. O ídolo que recorremos hoje tem sido a nossa propria força, sabedoria, amizades… E até a nossa corrupção.

Quantos que, para subir de cargo na empresa, aceitam fazer parte do “jogo sujo”, que envolve puxar sacos e tapetes? E quantas vezes nos acreditamos demasiadamente no nosso dinheiro, beleza, diplomas, amigos…

Deus estava pronto a nos ajudar, mas nós “tínhamos um plano”. Por isso, não oramos. Achamos que não precisava.

Quando abandonamos uma vida de clamor e dependência e começamos a crer nas nossas forças, sabedoria e riqueza, estamos substituindo Deus na nossa vida.

Deixamos de dizer: “se Deus preparar, vou trocar de carro”, enquanto dizemos ao nosso dinheiro: “você pode me dar aquilo”, como se o dinheiro fosse o nosso deus. Estamos substituindo o nosso provedor.

Isso também é idolatria. Assim como aquele povo no deserto, que por achar que Moisés estava demorando muito, resolveu substituir seu provedor, criando um bezerro de ouro.

E quando entendemos idolatria nesse sentido, podemos ver que todos nos já fomos idólatras alguma vez na vida, ou estamos sendo agora mesmo.

Temos até mesmo que tomar cuidado com a nossa preocupação exagerada com a falta de dinheiro e de condições. Deus é a nossa condição. Se temos algum dinheiro é porque Ele nos abençoa. Ele é o nosso Deus. Vem dEle.

Nossa bênção não está no dinheiro, nas amizades, na nossa preparação. Nossa bênção está no Deus que nos provê todas as coisas.

E, para que isso fique claro entre nós, nada melhor do que a oração. O ato de nos ajoelharmos diariamente diante de Deus e pedir a Ele condições para qualquer coisa. Isso é reconhecer que Ele é o nosso Deus, o nosso provedor.

Quem se ajoelha sinceramente diante de Deus, não se ajoelha diante dos bezerros de ouro deste mundo.

Vamos tomar uma decisão? Vamos colocar Deus no centro da nossa vida! Vamos deixar bem claro que Ele, e só Ele é o nosso provedor! Súplica tambem é louvor! É reconhecer que Ele é o nosso Deus.

E Deus se agrada do louvor dos seus pequenos. E como disse esses versos de Isaías, Ele está pronto a nos atender.

Vamos crer somente nEle. Vamos orar mais. Isso serve pra mim também.

Publicado do WordPress para Android

Anúncios