Ser jovem (Parte 1)

Nada fácil nesse mundo de hoje. Você mal nasceu e já é obrigado a responder um milhão de perguntas.

Por que você não bebe?
Por que você não fuma?
Por que você não cheira? (Enquanto as perguntas para as três acima e as três abaixo deveria ser “por que eu deveria?”)
Por que você não transa?
Por que você não transa com vários?
Porque você não bebe e depois transa?

Enfim… Parece tão óbvio as respostas para tudo isso, mas ao da-las, você, jovem cristão, se sente como um ET que desembarcou no planeta Terra nesta tarde. Por isso você , apesar de ter 18 ou menos, ainda não tem passagens na polícia, ou em clínicas, ou então uma vida sentimental arruinada, herpes ou ainda filhos sem pai.

Você é careta. Isso sim.

E as pressões não ficam por aí… Entram na esfera intelectual da coisa. Com menos de 20, parece que você já tem que ser formado sociopolítica ou algo do tipo:

Você é de direta? Você é de esquerda? (Será que eles estão perguntando se sou destro ou canhoto? o.O)
Você apóia a causa gay?
Por que você não apóia a causa gay?
Por que a biblia é contra os gays?
Por que a biblia é contra a esquerda?
Por que o Feliciano te representa? (Representa? Não sabia…)
E o Bolsonaro? (hã?)

E como se não bastasse, ainda tem que ser formado em teologia também:

Deus, existe?
Se existe, prove.
Se existe, por que coisas ruins acontecem?
Se existe, e os dinossauros?
Se existe, e Darwin?
Se existe, e o homem das cavernas?
Se existe, e o Boson de Higgs?
Se existe, por que ele não ama os gays? (Os gays, de novo?)

Um bombardeio de perguntas que parece não acabar…

Se existe, e o Feliciano?
Se existe, e o Malafaia?
E por que ir pra igreja?
E por que pagar dízimo? (Dizimo? Tbem não sei…rsrs)
Ah, você é da “igreja do véu”…
Por que usar veu? (1 Coríntios 11, sério)
Por que não usar o véu? (Nem todos aqui são da CCB, mas também são jovens de sincero coração tentando servir a Deus e sofrendo as mesmas coisas…)
Por que crente não bebe?
Por que crente não fuma?
Por que crente não transa? (Sério? Então como eu nasci, rsrs).

Enfim, não é fácil ser jovem. Pior ainda é ser um jovem cristão que tem que responder a esse bombardeio de perguntas todos os dias nas escolas e faculdades mundo afora. Tentar parecer um pouco que seja com Cristo nos deixa como ETs nessa terra. E diferente é justamente o que nenhum adolescente quer ser. Isso é da idade deles. Da nossa idade.

Então, pare de criticar os jovens cristãos. Eles não são a parte fraça da igreja. Eles são a parte forte, a mais provada, a mais tentada. Acabaram de deixar a infância e já sofrem toda essa opressão do mundo.

E vencem. E mantém a fé.

Jovem não precisa de chicote, precisa de oração. Muita. E de bons conselhos, no amor do Senhor. Porque eles não são o “futuro da igreja”, e sim o presente.

Orem pelos jovens.

Anúncios

2 comentários em “Ser jovem (Parte 1)

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s