Adão e Eva, nos dias de hoje

“ADÃO: moco de origem pobre, viveu sua infância e adolescência no bairro mais barra-pesada da cidade. Começou a trabalhar aos 10 anos, vendendo balas no farol. Estudante de escola pública, teve que ralar para entrar na faculdade: só conseguiu a sua bolsa no quarto ENEM. Trabalhava durante o dia para ajudar no sustento da família e estudava a noite, lutando para nao tirar notas baixas, o que o faria perder sua bolsa na universidade. Que árdua rotina! Foi na faculdade que ele conheceu Eva, e logo se identificaram, pois a moça tinha historia semelhante. De amigos para casados, foi um instante. Mas tiveram que alugar uma casa, pois sair da faculdade empregado, em sua área e ganhando bem… Isso é para poucos. Foi em uma casa de aluguel, e em meio a pós da Eva que veio seu primeiro filho, Sete. Foram momentos difíceis, onde Eva teve que largar os estudos e o emprego para cuidar do filho, enquanto Adão sustentava a casa sozinho. Mas com muita paciência, fé, esforço e amor, eles perseveraram, e só quando o pequeno Sete já tinha 13 anos de idade é que eles conseguiram financiar uma casinha lá no Jardim do Eden, o bairro mais tranquilo da cidade, isso gracas ao FGTS de Adão… “

Já pensou se a historia de Adão e Eva fosse assim? Como a história de muitos brasileiros que conhecemos? Talvez (eu disse “talvez”) eles teriam dado muito mais valor à sua “casinha” no Éden, pois ela teria sido fruto de muita prova, esforço, suor e lágrimas. Eles teriam conhecido o “lado ruim” da vida, e por isso, talvez valorizassem o lado bom.

(Eu disse “talvez”, porque cada caso é um caso, e quantos conhecemos que já passaram por dificuldades mas não valorizaram suas bênçãos…)

Mas, o que eu quero enfatizar aqui é que na historia original, Adão e Eva só conheciam a realidade do Éden. Eles não tinham vivido um tempo ou espaço de prova para poder fazer uma comparação. E nesses casos, é muito normal acharmos a nossa boa condição um tédio, e querer experimentar coisas novas. E é assim que caímos em tentações. É assim que um filho de família rica cai nas drogas, ou que um filho de pais cristãos decide “viver o mundo” depois de um tempo.

Você só reconhece o lado bom da vida porque já viveu o lado ruim. Você só sabe o que é bênção porque já viveu as provas. E só quem já sofreu na solidão é que conhece o verdadeiro valor de uma companhia. E quem já passou fome nunca joga comida fora. E se agradecer a Deus todos os dias pela saúde parece chatice pra você, pergunte para quem já esteve muito doente…

Sabe, é por isso que Deus permite o tempo de provas na nossa vida. Porque, se nunca vivermos o lado ruim, jamais saberemos reconhecer o lado bom. Leia os Salmos, e veja como em muitos deles (como o 40 e o 116), o salmista é agradecido porque já esteve em uma situação ruim, e depois vive uma melhor.

Então Deus errou em dar a vida que deu a Adão e Eva?

Claro que não! Deus não erra. A vida desse casal, com seus erros e acertos, serve de exemplo para nos até os dias atuais, assim como a sua vida de provas servirá de exemplo e edificação para muitos!

Esse texto é uma tentativa de mostrar que Deus sabe o que faz, e que nada na minha e na sua vida está fora do lugar. Deus está nos alicerçando, firmando nossas raízes na Rocha, para que nunca venhamos, em um momento de descontentamento e ingratidão, dar voz à serpente e perdermos tudo o que Deus nos deu, seja na terra como nos céus.

Anúncios

2 comentários sobre “Adão e Eva, nos dias de hoje

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s