Como já disse em outros posts por aqui, eu gosto muito de esportes. Gosto de esportes, não de fanatismos, idolatrias e da alienação que muitas vezes o envolve.

Não sou desses que perde horas de suas vidas em frente as ESPNs da vida assistindo até torneio de pingue-pongue. Em outros tempos eu fui um daqueles que tinha que assistir todas as mesas-redondas de domingo para saber cada detalhe de cada campeonato de futebol. Mas graças a Deus isso já passou. Hoje, o brilho de Cristo me encanta muito mais que os dribles do Neymar.

Mas ainda assim eu não me privo de assistir grandes eventos esportivos, como as Olimpíadas e a Copa do Mundo, por exemplo. (podem me julgar, rsrs. Gostem ou não, esportes parecem ser a coisa mais saudável a passar na TV hoje).

É que os exemplos do esporte me fascinam. Me fazem pensar, e inclusive entender melhor minha caminhada com Deus.

Hoje eu estava pensando sobre a Copa do Mundo, por exemplo: o que tanto se comenta hoje é apenas aquilo que pode ser chamado de “fase final” da Copa, pois a disputa começa bem antes. Mais de 200 seleções se inscrevem em torneios eliminatórios ao redor do mundo, e dessas 200 seleções, apenas 32 ganham o direito de ir ao país sede e disputar o troféu.

Imagine só: numa matemática fria, a chance de um time qualquer vencer a copa é de 1 em 200. E ainda assim times lutam com todo o empenho por esse troféu.

Na fase final, que está sendo disputada no Brasil, a chance de um time vencer esse torneio final é de 1 em 32. (Lógico que alguns times são melhores que outros, e teriam mais chances).

Bem, o que quero dizer é que a chance de uma time qualquer (inclusive o brasileiro) ganhar a copa é pequena, se você refletir. Mas ainda assim, todos os times, até mesmo os considerados “menores” e “piores” entram em campo e honram suas camisas jogando com todo o afinco e capacidade, ainda que seja tão pouca em alguns casos.

E, pare pra pensar também: esses times e jogadores lutam tão arduamente por uma glória tão passageira. Quatro anos, esse é o tempo em que a seleção campeã terá a fama de “melhor do mundo”. Depois disso, ela terá que defender em campo a sua supremacia. Quem está acompanhando o torneio, nem que seja “de longe”, já deve ter ouvido a história da seleção da Espanha, a campeã da edição de 2010, considerada a melhor do mundo, favorita… e a primeira seleção eliminada no torneio deste ano, com duas derrotas em dois jogos.

E aí, cadê a glória da Espanha? Alguém viu ela por aí?

Então, esses caras treinam, se preparam e se esforçam tanto por uma glória incerta e passageira, enquanto nós que servimos a Deus temos uma Glória garantida e eterna, e ainda assim passamos grande parte do tempo de nossas vidas desanimados, sem fé, duvidando, se perguntando se estamos disputando o “campeonato certo”.

A nossa glória é certa. A vitória já é nossa! Jesus já venceu pra nós no madeiro da cruz! Não há o que duvidar! Não dependemos nem mesmo da nossa capacidade. Você não precisa ser um “Neymar da fé”, basta conservar a fé na Promessa que Jesus te fez. Mesmo fraquinho e errante, Jesus já garantiu a sua vitória por graça e misericórdia.

E a nossa glória é eterna! Não precisaremos voltar a luta quatro anos depois para revalidar o nosso direito a vida eterna. Uma vez conquistado, acabou! E nosso!

Então, vamos fazer como os atletas: correr e lutar pela nossa Glória eterna com todo o esforço que pudermos, porque essa Taça já é nossa!

“Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.

 E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.

 Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.

Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.” (1 Coríntios 9:24-27)

Anúncios

5 comentários em “O que a Copa do Mundo tem a ensinar para quem serve a Deus?

  1. Belíssimo texto, muito inspirador, é uma pena que muitos encaram o esporte como algo até maléfico as vezes, muitas lições podemos obter com ele para enriquecimento da nossa fé, sabedoria, etc. Formas de nos espelharmos em algo para continuar nossa caminhada com Cristo…

    Curtir

  2. E quanto estivermos sós e a sós com Deus? Quando vi as bandeiras do Brasil pensei em minha outra nacionalidade. Sim, pois tenho dupla cidadania. Uma é provisória e não deve durar muito. Vejamos, me aproximo da casa dos trinta anos e se conseguir me manter na idade média estatística do brasileiro, não me restam muitos anos. A expectativa de vida do brasileiro é de cerca de 70 anos.
    Muito em breve minha cidadania brasileira será revogada pela morte. Deixarei de ser cidadão, de ter direitos e deveres para com meu país, de torcer pela Seleção Brasileira, de pagar impostos ou receber aposentadoria, se for o caso. Mas posso me dar por satisfeito de ter uma segunda cidadania, que na verdade considero a primeira, que é a cidadania celestial da qual fala o versículo da Bíblia (no original o significado correto é “cidadania” e não “cidade”).
    Como a obtive? Por graça somente. O passaporte dessa nova cidadania é vermelho-sangue e é válido para todo aquele que crê em Jesus como seu Salvador, que reconhece que Ele foi à cruz morrer para pagar os meus pecados e comprar minha redenção.
    Muitas pátrias existem ou permanecem graças às pessoas que deram suas vidas pela liberdade. Assim também é com a pátria celestial: Jesus morreu para garantir minha entrada nessa pátria, de onde jamais sairei. E você, tem cidadania celestial ou é um mero habitante da terra?

    Curtido por 1 pessoa

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s