Quando Deus escolheu me amar, eu era um pecador

Como a própria Bíblia diz: 

 

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. (Romanos 5:8)”

 


E mesmo Ele sendo um Deus justo e santo, ele me amou. E a sua Graça cobriu os meus pecados.

Continuo um pecador, não porque tenho prazer no pecado, mas sim porque sou um humano, e por mais que tento acertar, ainda há vezes onde erro. O próprio apóstolo Paulo confessava:

 

“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. (Romanos 7:19-20)”.


Mas agora sou um “pecador” que está debaixo da Graça. Um “pecador” que luta contra o pecado. Não que eu dependa das minhas condições para ser salvo, pois não há qualquer condição em mim, a não ser a Graça de Jesus.

Essa condição existe não por mim, mas pela Graça, por esse Favor que Jesus me ofereceu.

Então, temos que entender que não há motivos para vanglória. Não somos melhores que ninguém, pois ainda habitamos em um corpo natural, que pende para o pecado.

E temos que entender que na nossa caminhada cometeremos erros. E que essa Graça de Jesus está disposta a perdoar todos aqueles que querem estar dentro desta Graça. Por isso, não cabe julgar aquele que cai, pois a mão misericordiosa do Deus da Graça não se recolhe para ninguém, exceto para aqueles que negam a eficácia desta própria Graça.

E temos que entender que nada o que fizermos nos fará merecedor de nada. Absolutamente nada. Se temos créditos no céu, como muitos dizem, esse crédito foi comprado as custas do sangue inocente de Cristo derramado numa cruz, e não pelos anos que você serve a Deus, ou pelos dias interruptos que você congrega, ou por todas as vezes que você ora, louva, profetiza. E nem pelas roupas que você veste, e nem por tudo aquilo que você passou a fazer e a deixar de fazer quando se tornou cristão.

O que não significa que você não tenha mais que fazer essas coisas. Porque, se estamos na Graça, isso significa que morremos para o mundo para vivermos para Cristo. Estamos mortos para o pecado. Se estamos mortos para o pecado, não há como permanecer praticando os mesmos pecados. E temos sim, que observar e seguir a Sã Doutrina contida na Palavra de Deus.

Mas nunca se esqueça, quando Deus escolheu te amar, você era um pecador. E ele te amou, mesmo assim.

Anúncios

2 comentários sobre “Quando Deus escolheu me amar, eu era um pecador

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s