Santidade, chocolate e suco de laranja [A Igreja não está perdida]

Vivemos um momento em que a igreja dita “evangélica” está em crise, em descrédito. Seja por parte dos não-cristãos, seja por parte dos próprios integrantes da Igreja.

Mas o post de hoje não é para trazer nenhuma fofoca sobre qualquer “atrocidade gospel” que você possa ter visto na tv ou ouvido no rádio. O Eita Mocidade decidiu seguir uma linha diferente: nós queremos mostrar que ainda existe vida dentro das igrejas. Não que seja esse o objetivo principal deste blog, mas acho interessante desmistificar essa ideia errônea de que Deus “só está na nossa igreja”, e que “do lado de lá só tem ladrões” e outras coisas do tipo. Afinal, isso não é verdade.

Temos uma coluna aqui no blog, denominada “A Igreja não está perdida“, onde mostramos boas iniciativas tomadas pelo pessoal de outras igrejas.

Porque, como servos de Deus, não devemos ficar felizes com a ruína do Evangelho em outras denominações, e sim devemos ficar felizes ao ver que a verdadeira Palavra de Deus também está sendo pregada em outros lugares. Isso é um sentimento cristão, não?

Nesta coluna, por exemplo, já mostramos um documentário lindíssimo sobre homens que escolhem seguir a vida ministerial sem salários, já mostramos a declaração de Rodolfo Abrantes (ex-Raimundos, e agora convertido) contra a idolatria gospel, e sobrou elogios até mesmo para a famigerada Igreja Universal, por conta do seu programa de aconselhamento matrimonial exibido na Record.

Hoje, quero mostrar aqui um vídeo do Jesuscopy, um trabalho missionário liderado pelo pastor Douglas Gonçalves. Eles tem uma série de vídeos pela internet, depois vs procuram, se quiserem. Sobre o vídeo abaixo, a mensagem é forte, sobre crentes que ficam “em cima do muro” e o texto de Apocalipse 3:15-16:

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. (Apocalipse 3:15-16)

Como já disse em outro post, não posso “colocar a minha mão no fogo” por ninguém, talvez eu até esteja sendo ingênuo quanto as minha intenções, mas, se Deus escolheu acreditar no ser humano,  eu também escolho acreditar no ser humano.

E acima de tudo isso, devemos é orar por cada homem e mulher que cita o nome de Deus nesta terra, independente de correntes religiosas ou denominações, porque Deus é aquele que prova os corações e tem o poder de corrigir o caminho de quem está errado. Não foi assim com Paulo, que acreditava estar matando em nome de Deus, mas se tornou um dos maiores apóstolos após o seu encontro com Cristo?

Então, eu ainda acredito que Deus tem esse poder. E você, não acredita?

Anúncios

E você? O que pensa sobre o assunto? Comente abaixo e enriqueça a discussão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s