Talvez você tenha congregado ontem. Talvez faça muuuito tempo que você não congrega… Se é este o seu caso, deixe-me contar meu testemunho:

2013 não foi um ano dos mais “legais” para mim. Congreguei bem menos do que eu costumava e do que eu gostaria. Não porque esmureci na fé, mas sim porque na vida de um trabalhador/universitário o que menos sobra é tempo, e confesso que acabei descuidando um pouco na administração do meu tempo, e acabei congregando bem menos do que gostaria.

2013 também foi um ano não tão legal na minha vida. Não digo que foi um ano ruim ou complicado, afinal ninguém parou na Graça, ficou doente, morreu ou perdeu o emprego na minha casa,o Salmo 23 tem se cumprido por aqui e tenho visto muitas obras, graças a Deus! Mas este foi um ano em que terminei triste, porque alguns dos meus projetos e sonhos não se concretizaram, o emprego não esteve “lá essas coisas”, tive problemas na faculdade… Terminei o ano bem triste, bem abatido.

No final do ano, não realizei nenhuma viagem e não comprei nenhum objeto de desejo… nem mesmo meu celular novo que tanto queria.

Mas esses dias da segunda quinzena de dezembro/primeira quinzena de janeiro foram incríveis! Terminei o ano com algum dinheiro no bolso, e não tive dúvida, atendi o pedido da alma: congreguei quase todos os dias nesse período de férias.

Sem exagero: esses poucos dias mudaram a minha vida!

Ainda sem exagero: não teve um culto nesse período que Deus não tenha falado comigo na Palavra. Sério. A cada culto, reunião de jovens, reunião da mocidade, Deus tratava de uma parte dos meus problemas, me falava algo, respondia alguma pergunta minha, me mostrava onde eu estava errando e como fazer para acertar. Nesses 20 dias, Ele mudou o meu jeito de pensar e encarar as coisas, pude perceber que estava encarando as coisas de maneira errada… e principalmente: não estava dando o devido tempo e importância às coisas de Deus.

Nesse curto período, Deus renovou a minha alma e as minhas forças, me deu ânimo. Hoje eu sou outro, e já comecei a colocar em pratica tudo aquilo que aprendo nesses poucos dias. Estou mais feliz, e prestando mais atenção nas coisas do Céu. Tenho certeza que neste ano farei as coisas diferentes, e nada me faltará, e terei ainda mais comunhão e intimidade com o meu Pai.

Mas isso tudo só aconteceu porque eu congreguei. Se eu tivesse ido viajar, ou ido ao parque da cidade, eu teria ficado sem o alimento do Céu.

E é esse o objetivo desse texto: incentivar você – que há tempos não congrega – a se levantar daí e ir buscar o Pai. É lá que você entregará o seu louvor a Ele. Um louvor lava a alma. Quantas vezes não somos libertos no cantar de um hino? É lá que você ouvirá os testemunhos, e saber que Deus não é inoperante, e Ele está continuamente fazendo obras nas vidas dos seus filhos. E muitos deles até estavam passando pelas mesmas provas que você está passando. É lá que você ouvirá a Palavra, que tem o poder de libertar, repreender o mal, e até mesmo te ensinar, te orientar e te mostrar aonde você está errando na sua vida. É lá que você entrará numa íntima comunhão com Deus, sem interferência de telefone, campainha, tv, internet… Lá é só você e Deus. Ninguém mais.

Não adianta você ficar preso diante desse computador, abraçado ao seu problema. Você precisa de ir ao encontro dAquele que é o único que pode trazer a solução.

Não aceite desculpas para não congregar o mais rápido possível. Eu agradeço a Deus por Ele ter me dado companheiros valentes, e juntos rodamos várias cidades nesses 20 dias servindo a Deus, falando das coisas de Deus, se divertindo e esforçando um ao outro. Mas se você não tem essa mesma sorte, isso não importa. Esse mesmo Deus que está tocando agora no seu coração é o seu e o meu principal companheiro, e se ele está te convidando, então vai. Você não está indo sozinho.

Não interessa se o se cabelo não está tão bonito hoje, se você vai chegar atrasado ou se vai chover… Não deixe que nada te impeça de ir congregar ainda hoje. Afinal, pode ser hoje o dia da tua libertação e o início de uma nova história na tua vida.

Eu digo isso por experiência própria.

  • Você está parado na Graça mesmo? Então temos uma série de textos feitos especialmente pra você. Clique aqui e leia.
  • Acompanhe a gente no Facebook e no Twitter.
Anúncios